Articles

Floare de Luna Private Reserve Feteasca Alba

Recomendação Tintos&Tantos

Floare de Luna Private Reserve Feteasca Alba

Esse é um vinho com muitas qualidades, mas o que chama a atenção, logo de cara, é sua nacionalidade: Romênia.

Aqui no Brasil essa é considerada uma origem um tanto exótica para vinhos, mas a Romênia, na verdade, é um local com enorme tradição vitivinícola. Descobertas arqueológicas registram uma história de produção e consumo de vinho de pelo menos 4.000 anos!

Para se ter ideia da importância econômica dessa atividade no país, 5% da população romena vivem do cultivo da uva ou da produção de vinho.

Falando em produção, quem produz o Floare de Luna Private Reserve Feteasca Alba é a vinícola Cramele Halewood, uma das fornecedoras oficiais de vinhos da Casa Real Romena, o que já nos diz um bocado a respeito da alta qualidade de seus rótulos. O nome da empresa é fácil de explicar: a palavra “cramele” quer dizer adega, e essa vinícola faz parte do inglês Halewood Wines & Spirits International Group.

Feteasca Alba, que quer dizer donzela branca, é o nome da uva autóctone utilizada na produção do vinho. Se quiser saber mais sobre o que são uvas autóctones, clique aqui.

Os vinhedos onde as uvas são cultivadas ficam na Transilvânia, em Sebes, pequena cidade medieval de 24 mil habitantes. Essa é uma região caracterizada pelas colinas, onde o clima frio favorece a produção de vinhos brancos muito notáveis, frescos, frutados e ricos em acidez.

E vale aqui uma curiosidade: as uvas são cultivadas no paralelo 45°N, o mesmo de Bordeaux, que é considerado o mais favorável para a produção de vinhos de excelência.

Produzido com muita atenção, as vinhas têm rendimento controlado e a colheita é manual, mas o que mais merece destaque, na nossa opinião, é o inusitado amadurecimento desse vinho.

São 4 meses em barris novos de madeira. Mas não estamos falando de barris de carvalho, e sim, em barris feitos de acácia-bastarda. Essa madeira, assim como o carvalho, também confere corpo e estrutura ao vinho, favorecendo sua longevidade. Mas, diferente do carvalho, a acácia-bastarda potencializa o caráter mineral e as qualidades aromáticas florais do vinho, sendo então uma excelente escolha para o uso em vinhos brancos.

A safra degustada, que foi a de 2013, se mostrou bastante vivaz, com uma acidez vibrante e muito frescor. Nossa sugestão é que ele seja consumido a aproximadamente 9°C, revelando assim todos os seus surpreendentes aromas.

Trata-se, aliás, de um vinho extremamente aromático, com destaque para o floral e o cítrico como flor de laranjeira e notas de maracujá e lichia.

Com 13% de teor alcoólico, é uma excelente escolha para frutos do mar e para carnes brancas. Mas também pode ser um grande parceiro para um risoto cremoso e leve à base de queijos.

Além de ser um rótulo bem interessante para qualquer adega, o Floare de Luna Private Reserve Feteasca Alba, que chega no Brasil trazido pela importadora Winelands, é sem sombra de dúvida uma escolha bem charmosa para presentear. Buscar o novo, ou o excêntrico, é sempre uma maneira de demonstrar dedicação à pessoa a quem se presenteia. Fica a dica...

E, se quiser saber mais sobre a Recomendação Tintos&Tantos, clique aqui.

Para encerrar, se quiser ler mais sobre a produção de vinhos na Romênia, clique aqui.