Terret

Essa é uma variedade do sul da França. E é uma cepa tipo “três em um”.

Assim como a Pinot e a Grenache, a Terret é uma variedade com mutações genéticas que, do ponto de vista da enologia, nos faz enxergar 3 uvas diferentes, onde a ciência que estuda a genética enxergaria apenas uma.

Para o mundo do vinho, são Terret Noir, Terret Blanc e Terret Gris, cada uma com suas características. Para quem estuda botânica, em compensação, é praticamente tudo a mesma coisa. Para entender melhor esse assunto, clique aqui.

A variedade, ou as variedades Terret são originárias do Languedoc, na França, e é possível encontrar registro de sua existência em escritos do início do século 17.

A mais conhecida delas é a Terret Noir, principalmente por ser uma das 13 variedades permitidas em Châteauneuf-du-Pape, ainda que não esteja entre as mais utilizadas. Da mesma maneira, Terret Noir também está autorizada na produção dos vinhos de Côtes du Rhône, mas não está entre as mais importantes da região.

Fora da França, há alguma tentativa de cultivo da Terret Noir na Califórnia, para produzir vinhos ao estilo do Rhône, e, excepcionalmente, uma produção de vinho varietal da cepa. Mas é praticamente uma raridade.

Se por um lado a Terret Noir é a mais conhecida, a mais cultivada entre as três variações de Terret, atualmente, é a Terret Blanc. Enquanto a Terret Blanc ocupa cerca de 1.400 hectares na França, a Terret Noir ocupa mais ou menos 185 hectares, e a Terret Gris, apenas 100 hectares.

Mas, afinal, como é a Terret?

Essa é uma variedade muito vigorosa, de bagos grandes com pele fina, e de acentuada acidez, o que faz com que seus vinhos sejam essencialmente vibrantes e refrescantes.

A Terret tende a produzir vinhos com grau de álcool moderado, entre 12,5 e 13,5°, por exemplo, nos tintos.

Devido à pele fina da uva, mesmo a Terret Noir não produz um vinho de cor profunda. O vinho elaborado com a Terret Noir tem uma cor pálida, e um nariz picante onde podemos perceber aromas de ervas e de morangos.

Já a Terret Blanc tem seus aromas mais frequentemente associados a frutas cítricas, como limão siciliano, e também a brioche e pães em geral.

Para encerrar, uma curiosidade: a Terret Gris já foi a uva mais plantada em toda a região de Languedoc. Mas a maior parte da colheita não era utilizada na produção de vinho, e, sim, de vermute ou destilado de vinho!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.