Scheurebe

Não se assuste com esse nome. Para pronunciá-lo de maneira correta, diga “choi-rrei-be”. E de onde vem esse nome? Do criador da uva, que chamava-se Dr. Georg Scheu.

Scheurebe tem uma história, no mínimo, curiosa. Foi criada entre 1915 e 1916, na Alemanha. O objetivo do Dr. Georg Scheu era obter uma nova cepa, a partir do cruzamento entre a Riesling e a Silvaner, que apresentasse todas as qualidades da Silvaner, e que fosse adaptada ao cultivo na região de Rheinhessen.

Ironicamente, uma análise do DNA da Scheurebe, realizada no final do século 20, descartou o seu parentesco com a Silvaner. Assim, a Scheurebe é filha da Riesling, mas de pai desconhecido... Acredita-se, atualmente, que seu verdadeiro pai seja uma uva selvagem, talvez ainda não catalogada.

Amplamente cultivada na Alemanha e na Áustria, e também um pouco na Suíça, é possível encontrar algumas videiras de Scheurebe até nos Estados Unidos e na Austrália.

E afinal, como é essa variedade? É uma uva branca, resistente à geada e ao frio, e capaz de produzir vinhos secos ou doces.

Os aromas mais associados aos vinhos elaborados com Scheurebe são toranja, pêssego e pera. Porém, se produzidos com uvas completamente maduras, eles ganham um surpreendente toque de cassis. Além disso, versões semissecas apresentam notas de mel.

Encorpado e de pronunciada acidez, um vinho Scheurebe tem boa capacidade de envelhecimento. E está entre os melhores brancos do mundo! Uma dica de harmonização? Para as versões secas, a culinária asiática, em geral, ou outros cardápios igualmente picantes. Para as versões mais doces, queijos.

Agora, que já temos uma certa intimidade com a Scheurebe, e com seus vinhos, que tal chamá-la pelo apelido Scheu (“choi”), como ela é informalmente, e frequentemente chamada?

Apreciadores de Riesling certamente gostarão também, de vinhos produzidos com Scheurebe, pois eles são normalmente comparados a Rieslings com mais intensidade. Se quiser ler mais sobre Riesling, clique aqui.

Para encerrar, vamos “ouvir” Terry Theise, um famoso especialista do mercado de vinhos, declaradamente apaixonado por vinhos alemães, especialmente por Riesling. A opinião dele, a respeito da Scheurebe, é no mínimo, divertida: “Scheurebe é a Riesling que acabou de ler o Kama Sutra.”




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.