Casa Valduga 130 Limited Edition Blanc de Noir

Recomendação Tintos&Tantos

Casa Valduga 130 Limited Edition Blanc de Noir

A Pinot Noir é considerada a uva mais elegante do mundo. Isso diz muito sobre impressionante vinho espumante, elegante até nos detalhes, como o rótulo metálico!

A família Valduga chegou ao Brasil, vindo da Itália, em 1875. Exatos 130 anos depois, para comemorar esse acontecimento, a Casa Valduga lançou a linha de espumantes 130. Mais recentemente, em 2016, a linha cresceu com dois rótulos de edição limitada: um Blanc de Blanc e um Blanc de Noir.

O Blanc de Noir, como diz o termo, é um vinho branco espumante elaborado exclusivamente a partir de uvas tintas, o que resulta em um espumante mais potente e de corpo mais estruturado. A uva tinta utilizada, no caso desse rótulo, é a Pinot Noir. Mas, para elaborar esse vinho, a Casa Valduga utiliza uvas Pinot Noir selecionadas com critérios muito exigentes, e somente de safras consideradas especiais.

As uvas são prensadas assim que chegam à vinícola, da mesma forma que se iniciaria o processo com uvas brancas, de modo a evitar a extração dos compostos presentes na casca que dão cor ao vinho. Contudo, há uma especificidade bem interessante nesse processo. Ele acontece em uma atmosfera inerte, promovendo uma maior extração dos componentes que dão aroma e sabor ao vinho, e daqueles compostos antioxidantes, que são benéficos à saúde. O vinho resultante, assim, tende a ser mais complexo, como é o caso do Casa Valduga 130 Limite Edition Blanc de Noir.

Longevo, é um espumante que vai se desenvolver de maneira muito interessante por alguns anos. Quem aguentar esperar não vai se arrepender.

A produção desse espumante é feita segundo o Método Tradicional, ou Champenoise (o mesmo de Champagne), aquele no qual a segunda fermentação (que transforma o vinho tranquilo em espumante) acontece com o vinho depois de ele já ter sido engarrafado.

E, assim como acontece com grande parte dos Champagnes que servem de referência no mundo inteiro, o Casa Valduga 130 Limited Edition Blanc de Noir passa 36 meses amadurecendo, após a fermentação, em contato com as borras das leveduras. Esse processo, chamado sur lies, confere ao vinho ainda mais corpo, aroma e longevidade. Um vinho de excelência, como esse, não é uma surpresa do destino; é fruto de objetivos bem traçados e estratégias colocadas em prática com muita competência.

O resultado disso é um vinho espumante de aspecto muito translúcido, de intensa cor amarelo palha com reflexos dourados, e com cadeias contínuas de numerosas, duradouras e pequenas borbulhas, típicas do Método Champenoise, mas que sem querer nos passam uma impressão de alta qualidade, o que de fato esse vinho tem.

Uma característica muito marcante nesse espumante é a forte personalidade dos seus aromas predominantemente frutados e divididos em muitas camadas, que nos remetem a amoras, framboesas, cerejas e morangos, com leves notas florais. Mas que ninguém se engane com esses aromas, pois é um vinho de paladar seco (classificado como Brut, que pode ter apenas entre 8 e 15% de açúcar residual)

Na boca ele se mostra inquieto, trazendo uma agradável sensação de crocância. Fresco no paladar, cremoso na sensação tátil, e notavelmente persistente, o Casa Valduga 130 Limited Edition Blanc de Noir é um vinho grandioso, e um espumante sedutor. Potente, ele tem 12,5% de teor alcoólico muito bem equilibrados.

Para nós, a temperatura mais indicada para degustá-lo é aproximadamente a 8°C. Nem muito mais, nem muito menos.

E, para harmonizar esse vinho, aves exóticas como codorna, pato, faisão, perdiz..., seriam uma escolha tão charmosa quanto ele. Ou então, um risoto ao funghi servido com carne de vitela.

Para encerrar, se quiser conhecer a versão Blanc de Blanc da linha 130 da Casa Valduga, que nós também provamos e claro que aprovamos, clique aqui.

Mas, antes de encerrar, se quiser ler mais sobre a cor do vinho resultante de acordo com a cor da uva e com o processo de vinificação escolhido pelo enólogo, clique aqui.

E, se quiser saber mais sobre a Recomendação Tintos&Tantos, clique aqui.