Trepat

Essa cepa tinta é nativa do noroeste da Espanha. E você vai ver que ela é mais conhecida do que parece...
 

Grenache Gris

Sempre bom conhecer mais e mais, quando o assunto é uva, e vinho. Prossiga a leitura, para conhecer a Grenache Gris!
 

Oraniensteiner

O nome parece difícil? Comecemos por ele! Diga ÓRANI-ENS-TÁINER. Pronto!
 

Flame Tokay

Essa uva é daquelas raras, que sempre vale a pena conhecer!
 

Symphony

Em um mundo onde a tradição vale tanto, como é o universo do vinho, essa uva é uma jovem muito surpreendente!
 

Schonburger

Essa uva é uma raridade. Ela merece ser mais conhecida. Ou melhor, nós, amantes de vinho, merecemos conhecê-la!
 

Poulsard

Essa uva é uma raridade típica da pouco conhecida região de Jura, no leste da França. Venha conosco, conhecer mais uma cepa!
 

Tinto Cão

Se existe um nome estranho para uma uva, o nome é esse! Mas essa uva não tem nada de estranha, não!!!
 

Gaglioppo

Essa é uma uva que nos leva diretamente à bela Itália!
 

Négrette

Essa uva é cultivada no noroeste da França, principalmente na comuna de Fronton, que fica na região metropolitana de Toulose.
 

Assyrtiko

A pronúncia do nome dessa uva é fácil. Diga “assírtico”. E conhecê-la será um prazer, acredite!
 

Azal

Cultivada na região dos Vinhos Verdes, principalmente nas sub-regiões de Penafiel, Amarante e Basto. Essa é a Azal.
 

Rabigato

Essa uva do Douro é considerada, pelos portugueses, como uma casta promissora! Então, vamos conhecê-la melhor!
 

Loureiro

Essa casta tipiamente ibérica parece ser originária do Vale do rio Lima, no norte de Portugal, mas se faz muito presente em toda a região de Vinho Verde, sendo também cultivada, em pequena proporção, na região espanhola da Galiza.
 

Airén

Essa uva, nativa da Espanha, é praticamente uma desconhecida dos amantes do vinho, apesar de ser íntima dos produtores espanhóis. Entenda o porquê.
 

Arinto

Essa é uma uva muito plantada em Portugal. Vale a pena conhecê-la!
 

Loin de l'Oeil

 
Quando a gente se depara com uma grafia tão diferente, assim, a primeira pergunta costuma ser: como se pronuncia isso?
 

Saperavi

Essa é uma uva surpreendente. Quando o assunto é Saperavi, surpresa é o que não falta...
 

Fernão Pires

Certamente muita gente nunca ouvir falar dela. Mas não há português que não a conheça, porque essa é a casta branca mais plantada em Portugal.
 

Xarel-lo

Apesar da grafia estranha, a pronúncia é fácil. Basta dizer “xarelo”. Conheça mais, sobre essa uva, conosco!
 

Albalonga

A diversidade de uvas, na Alemanha, é impressionante. São pelo menos 100 diferentes cepas, que, como costumam dizer, vão de A, de Albalonga, até Z, de Zweigeltrebe. Então, hoje é dia de falar da primeira dessa longa fila!
 

Faberrebe

Essa é uma variedade utilizada na produção de vinhos brancos elegantes e refrescantes. Que tal conhecê-la?
 

Alvarelhão

Você se lembra que em Portugal existem mais de 250 uvas autóctones, ou seja, nativas? Pois é. Essa é uma delas.
 

Agiorgitiko

A pronúncia parece difícil, mas não é: a-gior-gí-tico. Vale a pena conhecer essa uva...
 

Dornfelder

Uma variedade de uva tinta, da Alemanha, para surpreender quem acredita que os alemães produzem apenas vinhos brancos!
 

Grignolino

Essa uva é típica da Itália, mais precisamente, das colinas de Monferrato, no Piemonte. Mas também está presente na Califórnia, tanto no Vale do Napa como no Vale de Santa Clara.
 

Bacchus

Nenhum nome é mais sugestivo, para uma uva, do que esse... Então, vamos conhecê-la?
 

Marzemino

Se você ainda não conhece Marzemino, não perca essa chance. Você não vai se arrepender...
 

Blauer Portugieser

Conheça Blauer Portugieser, ou simplesmente, Portugieser. Mais uma cepa, no vasto mundo do vinho!
 

Grüner Veltliner

Quando o nome é diferente, nada como começar pela pronúncia, na nossa opinião. O nome dessa uva, Grüner Veltliner, se pronuncia “gruna velt-lina”.
 

Counoise

Como seria a pronúncia dessa palavra? Diga “cun-nuaiz”. E não se apresse a dizer que não a conhece...
 

Friulano

Essa uva precisou mudar de nome, o que já faz sua história ser ainda mais interessante. Mas, interessante, mesmo, são seus vinhos! Conheça Friulano!
 

Bastardo ou Trousseau

Vamos começar com uma polêmica. Apesar de a maioria dos especialistas considerarem Bastardo e Trousseau como sinônimos que referem-se à mesma uva, para a OIV, essas ainda são cepas distintas.
 

Avesso

Uma casta considerada de alta qualidade, e relativamente nova, tendo nascido do cruzamento natural, entre quais variedades não se sabe, mas provavelmente na sub-região de Baião, região dos Vinhos Verdes.
 

Ruby Cabernet

Sim, ela tem um parentesco com a Cabernet. Sim, ela é bem bacana de se conhecer. Então, está esperando o quê? Continue e leitura!
 

Picpoul Blanc

Picpoul é uma palavra que em francês remete a picadas no lábio, numa clara referência à alta acidez dessa uva, que vale muito a pena ser conhecida!
 

Zweigelt

Um nome difícil de pronunciar, sem dúvida. Mas não é impossível. Diga ZZZ-vái-gueut.
 

Chambourcin

Essa é uma uva híbrida, desenvolvida por um bioquímico francês chamado Joannes Seyve (1900-1966), no Vale do Loire, na década de 1950, e lançada comercialmente em 1963.
 

Roter Veltliner

Para falar dessa variedade, vamos começar, literalmente, do começo!
 

Scheurebe

Não se assuste com esse nome. Para pronunciá-lo de maneira correta, diga “choi-rrei-be”. E de onde vem esse nome? Do criador da uva, que chamava-se Dr. Georg Scheu.
 

Siegerrebe

A Siegerrebe é uma variedade que nasceu em 1929 na Alemanha, a partir do cruzamento entre a Gewürztraminer e a Madeleine Angevine, e que foi muito utilizada em cortes com a Riesling.
 

Chasselas

Primeiro a pronúncia! Diga “Chas-si-lá”. Agora, vamos à uva...
 

Frontenac

Quebra de paradigmas para quem acha que os Estados Unidos só fazem vinho na Califórnia. Quebra de paradigmas para quem acha que só Vitis vinifera faz vinho bom. O assunto de hoje? Frontenac!
 

Seyval Blanc

A primeira informação importante a respeito dessa uva é que ela é uma uva híbrida. Vamos entender o que é isso...
 

Petit Manseng

Essa é uma das principais uvas brancas do sudoeste da França, também encontrada na Espanha, Austrália e Estados Unidos. Muito prazer!
 

Kadarka

Essa é a uva tinta mais conhecida e tradicional da Hungria. Presente também em outros países, como a Romênia, a Bulgária, Croácia e a Austrália.
 

Welschriesling

Você acha que não conhece essa uva, né? Continue a leitura, que talvez ela lhe seja mais familiar do que parece...
 

Godello

Uma variedade originária do noroeste da Espanha, pouco cultivada mas muito surpreendente. Vale a pena conhecê-la melhor!
 

Tibouren

Uma cepa provençal, ou seja, típica da Provence. Só isso já basta para torná-la interessante. Mas, felizmente, ainda tem muito mais...
 

Inzolia

Essa é uma uva nativa da Itália. Na Sicília, chama-se Inzolia. Na Toscana, chama-se Ansonica.
 

Cortese

Começando por uma curiosidade, engraçadinha. Essa uva é também conhecida como Bianca Fernanda! Esse sinômino é, inclusive, oficialmente reconhecido pela OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho).
 

Grillo

Nome engraçado para uma uva. Traduzindo do italiano, pode significar grilo mesmo – o inseto, mas pode significar, também, em sentido figurativo, capricho. Será essa uva um capricho da natureza? Pode apostar que sim.
 

Grechetto

Sua origem é creditada à Grécia, o que explica, inclusive, seu  nome. Mas é considerada uma das muitas uvas nativas italianas, tamanha a tradição de seu cultivo no país, na região da Umbria e nos vizinhos Lazio e Toscana.
 

Lemberger

Se você considera vinho da Alemanha sinônimo de vinho branco, precisa conhecer essa uva, capaz de produzir fantásticos tintos alemães!
 

Ribolla Gialla

Essa uva, rara, é comum na fronteira da Itália com a Eslovênia. Também é comum na vizinha Croácia, e já atraiu a atenção até de produtores curiosos do Vale do Napa! Seu nome? Ribolla Gialla.
 

Susumaniello

Uma uva rara. O que já faz dela, logo de cara, muito interessante!
 

Albana

Dentre tantas variedades brancas, mais uma muito interessante: Albana!
 

Glera

Você acha que não conhece essa uva. Mas você está enganado...
 

Corvinone

Antes de falar dessa uva, um esclarecimento: Corvinone ou Corvina? São iguais ou diferentes?
 

Brachetto

Uva tinta do noroeste italiano. Responsável por borbulhas interessantíssimas. Vamos adiante!
 

Albarossa

Não basta ser uva. Tem que ter história. E a Albarossa tem.
 

Garganega

Essa uva é natural da região do Vêneto, no nordeste italiano, mais especificamente das províncias de Vicenza e de Verona. Que tal conhecê-la melhor?
 

Ancellotta

Uma uva nativa da Itália, mais especificamente proveniente da província Reggio nell'Emilia, na região de Emilia-Romagna.
 

Espadeiro

Essa é uma cepa tinta, nativa de Portugal. Mas ela atravessou a fronteira, e também pode ser encontrada na Espanha. Venha conosco conhecê-la...
 

Saint Laurent

Comecemos pela pronúncia: san-lor-ron. Mas agora vamos ao que interessa... Que uva é essa?
 

Sousão ou Vinhão

Por que dois nomes? Porque na região portuguesa do Minho, de onde essa casta vem, ela se chama Vinhão. No Douro, onde mais se estabeleceu, ela é conhecida como Sousão.
 

Parellada

Essa é uma cepa branca nativa da Catalunha, no nordeste da Espanha. E é praticamente exclusiva dessa região!
 

Graciano

Graciano é uma cepa típica de Rioja, e é considerada por muitos como a mais interessante da região, à frente até da Tempranillo, principal uva de Rioja e da Espanha!
 

Colorino

Uma uva cheia de cores e taninos. Nativa da região da Toscana, na Itália. Muito prazer, Colorino!
 

Trincadeira

As castas nativas são um dos muitos tesouros de Portugal. E Trincadeira é uma dessas castas.
 

Nero di Troia

Engana-se quem pensa que essa uva vem da mesma cidade da história do cavalo, o de Troia. A antiga cidade grega que levava esse nome, onde ocorreu a Guerra de Troia descrita na Ilíada, fica na Turquia. E o assunto, aqui, é uma uva considerada nativa da Itália.
 

Catarratto

O nome é esquisito, mas a cepa é interessante. Conheça Catarratto.
 

Cabestrel

Muitas uvas são extremamente tradicionais. Algumas são até milenares. Mas outras são muito novas, como é o caso da Cabestrel...
 

Falanghina

Para pronunciar o nome dessa uva, diga “falanguina”, e capriche no sotaque italiano...
 

Síria ou Roupeiro

Pegadinhas à parte, essa casta não é de origem síria. Ela chama-se Síria, mas é nativa de Portugal.
 

Alfrocheiro

Também chamada de Tinta Bastardinha. Sem ofensas. Esse sinônimo é oficialmente reconhecido, pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho.
 

Mencía, ou Jaen

Mencía, na Espanha. Jaen, em Portugal. É a mesma uva. É o que dizem os testes de DNA. Afinal, que uva é essa? E como é o seu vinho?
 

Furmint

Uma uva capaz de produzir alguns dos vinhos mais complexos e com maior longevidade, do mundo! Um bom motivo para conhecê-la!
 

Corvina

Se você acha que não conhece essa uva, é bem provável que esteja enganado. Ela faz parte, por exemplo, dos famosos Valpolicella e também dos Bardolino.
 

Roussanne

A origem desse nome é bem interessante. Apesar de a uva ser clara, seu nome vem da palavra francesa roux, que significa vermelho. Isso porque a variedade, ao amadurecer, adquire uma cor castanho-avermelhada.
 

Montepulciano

Montepulciano é uma variedade tinta de uva, amplamente cultivada no centro da Itália, mais notavelmente nas regiões de Abruzzo, Marches e Molise, na costa oriental do país, voltada para o Mar Adriático.
 

Nero d'Avola

Essa uva, também conhecida como Calabrese, é a variedade tinta mais plantada na Sicília. E não é de hoje. Essa é uma história de séculos.
 

Verdejo

Na Espanha, um país onde as uvas tintas têm mais notoriedade, Verdejo é uma uva branca que se destaca, entre mais as cultivadas.
 

Palomino

Uma uva branca da Andaluzia, no sudoeste da Espanha. A variedade mais utilizada na produção do Jerez. Precisa mais? Precisar, não precisa, mas a gente adora falar sobre uvas e vinhos... Então, acompanhe!
 

Verdelho

Essa é uma uva de origem portuguesa, com uma longa história no país, que remonta ao século 15. Na Ilha da Madeira, foi a variedade mais plantada durante o século 19, ocupando mais de 2/3 dos vinhedos da famosa ilha. Mas injustamente, Verdelho só foi reconhecida como uma casta nobre de uvas, no começo do século 20.
 

Aglianico

Essa é uma das uvas mais subestimadas pelos amantes do vinho. O mundo nem sempre é justo, mesmo...
 

Refosco

Refosco é uma família de uvas de pele escura. Antiga, suas origens nos levam à região banhada pelo Mar Adriático, onde estão Friuli-Venezia Giulia (nordeste da Itália), a Eslovênia e a Croácia.
 

Lledoner Pelut

A grafia do nome dessa uva é estranha, mas a pronúncia não é complicada. Diga Ledonerrrr Pelul. E aprenda, aqui, um pouco mais sobre ela...
 

País

Se você nunca ouviu falar nessa uva, você não está sozinho... Mas está convidado a continuar a leitura, e apreciar mais essa variedade.
 

Mauzac

Infelizmente, o cultivo dessa uva está em decadência. Felizmente, ela continua sendo a variedade tradicional das comunas francesas Limoux e Gaillac.
 

Pinot Blanc

Também conhecida como Pinot Bianco, Weissburgunder ou Burgunder Weisser. Você conhece essa uva?
 

Müller-Thurgau

Essa uva foi criada em 1882, por Herman Müller, um suíço nascido em Thurgau (ou Turgóvia). Daí seu nome: Müller-Thurgau. 
 

Tinta barroca

Uma casta portuguesa, com certeza... e muito particular.
 

Marsanne

Essa é uma variedade de uva branca, natural do Vale do Rhône.
 

Baga

Baga é uma das muitas uvas nativas de Portugal, mas única no seu valor. Quem aprecia os vinhos portugueses, se não a conhece, precisa conhecer.
 

Negroamaro

Uma uva tinta, típica da Puglia. Conheça Negroamaro. Ou Negro Amaro! Ou Neroamargo! Todas essas grafias estão corretas, segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho...
 

Dolcetto

Essa é uma uva de pele escura, do noroeste da Itália.
 

Fiano

Considerada uma das uvas mais interessantes e prestigiadas do sul da Itália, a Fiano infelizmente é pouco conhecida por aqui...
 

Alicante Bouschet

Essa é uma uva relativamente nova. Surgiu somente no final do século 19, pelo cruzamento entre Petit Bouschet e Grenache.
 

Pedro Ximénez

Um nome meio engraçado. Uma uva meio diferente. Um vinho sem igual.