E esse "buraco" no fundo da garrafa?

Já reparou nessa concavidade que existe na base de algumas garrafas? Ela costuma ser chamada de repuxo, ou punt. E você tem ideia de qual o motivo, desse “buraco”? São muitas as teorias, cada uma delas defendida, e também contestada, por parte dos amantes do vinho.

 É uma questão de marketing? Querendo ou não, o repuxo transmite uma sensação de maior qualidade. Querendo ou não, ele também acaba dando destaque à garrafa, que fica mais alta que outra garrafa, com os mesmos 750 ml de capacidade, mas sem essa reentrância. Mas daí a afirmar que sua existência é puro marketing, é puro exagero.

 Serve para apoiar o dedo? Serve, é verdade, pois pode facilitar o manuseio da garrafa, ao servir o vinho, e diminui a área de contato da mão com a garrafa, o que interfere na temperatura do vinho. Mas certamente o repuxo não foi criado pensando nisso.

 Serve para dar resistência às garrafas? Serve, também é verdade. Mas esse é um ponto mais importante os espumantes, porque a pressão interna é de 4 a 6 vezes maior que a pressão de fora da garrafa. Sem o repuxo, as garrafas de espumante facilmente estourariam durante a colocação das rolhas. Mas, se a resistência fosse o principal motivo da existência do repuxo, por que ele apareceria, também, em vinhos tranquilos (não gaseificados)?

 Serve para coletar sedimentos? Mais uma vez, também serve, mas essa não deve ser a explicação para a origem do repuxo. Vinhos muito velhos, ou muito artesanais, costumam apresentar resíduos de tartarato de potássio. O repuxo ajuda a manter esses sedimentos no fundo da garrafa. Apesar de não serem prejudiciais à saúde, a textura desses resíduos pode ser desagradável. Para ler mais sobre esse assunto, clique aqui.

Ok, mas então, como surgiu a tal concavidade? Comecemos pela história. As garrafas eram necessariamente produzidas artesanalmente, pelo método de sopro. O artesão soprava uma gota de vidro incandescente através de um cano, ia girando para dar forma à garrafa, e depois a apoiava, ainda mole, em uma ferramenta convexa, chamada à época de “punt”.

Por que ele usava essa ferramenta convexa, criando uma concavidade na garrafa? Aqui vão 3 versões diferentes:

 O acaso – Não havia intenção por parte do artesão em criar o repuxo, que era simplesmente uma consequência natural do processo conhecido para a fabricação de garrafas, por sopro.

 A resistência – O objetivo dos artesãos era aumentar a resistência da garrafa, porque o processo de sopro, em geral, deixava um canto vivo entre a parede e o fundo, fazendo a garrafa ser muito frágil.

 A estabilidade – A intenção dos artesãos, ao criar a reentrância em suas garrafas era deixá-las mais estáveis, quando colocadas em pé, compensando a falta de precisão simétrica e de uma superfície perfeitamente plana.

Todas essas histórias podem ter seu fundo de verdade, seu sentido, sua justificativa, mas não necessariamente existe uma resposta única e inquestionável para a presença do repuxo nas garrafas de vinho!

Cabe a cada um filosofar sobre o tema, sob o prisma que melhor lhe atrair. Com uma bela companhia e com um vinho, a conversa vai ficar ainda mais agradável.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.