Por um menor risco de AVC

Existem vários estudos relacionando o consumo moderado e regular de vinho a um menor risco de AVC. Vamos entender esse assunto?

O princípio é simples. Ao aumentar os níveis de HDL (o “bom” colesterol) e diminuir os níveis de LDL (o colesterol “ruim”) e de fibrinogênio (proteína envolvida na coagulação), reduz-se a probabilidade de um coágulo sanguíneo, e, consequentemente, de um acidente vascular cerebral (AVC).

Mas será que realmente isso é verdade? Vamos ver algumas evidências:

 Um estudo realizado por pesquisadores do Copenhagen University Hospital, na Dinamarca, analisou dados coletados ao longo de 16 anos, de 13.329 pessoas participantes do Copenhagen City Heart Study, e concluiu que o vinho, ao contrário da cerveja e de bebidas destiladas, pode, sim, reduzir o risco de AVC, atribuindo esse efeito, portanto, a algum componente específico do vinho, que não se encontra nessas outras bebidas. É importante observar que o resultado apresentado no estudo corresponde a uma curva J. Isso significa que o consumo moderado é melhor do que a abstinência, quando analisamos a probabilidade de AVC. Em contrapartida, o consumo exagerado eleva o risco do problema, de maneira evidente. Para entender melhor o que significa a tal curva J, clique aqui.

 Uma outra pesquisa, dessa vez da University of Glasgow, no Reino Unido, comparou as diferenças químicas entre o vinho tinto e outras bebidas alcoólicas, bem como estudou seus possíveis efeitos sobre a incidência de doenças coronárias, AVC e câncer. Os pesquisadores concluíram que evidências clínicas e experimentais sugerem que o vinho tinto oferece uma maior proteção à saúde do que outras bebidas alcoólicas; proteção atribuída a compostos polifenólicos antioxidantes derivados da uva, e particularmente encontrados no vinho tinto.

 Um trabalho realizado por pesquisadores do departamento de epidemiologia da Tulane University, dos EUA, analisou e agrupou os dados obtidos por 35 diferentes pesquisas que relacionaram consumo de álcool e incidência de AVC. Apesar de não separar bebidas alcoólicas por tipo, o estudo é considerado muito relevante. Os resultados apontam que o consumo excessivo de álcool aumenta o risco de AVC, principalmente o AVC hemorrágico. Em compensação, o consumo leve ou moderado de álcool pode diminuir o risco de AVC isquêmico. Você quer saber quanto os pesquisadores consideraram leve, moderado ou excessivo? O consumo leve correspondia a aproximadamente menos de 100ml/dia de vinho. O consumo moderado equivalia a entre 100 e 200 ml/dia de vinho, e o consumo excessivo, a mais de 200 ml/dia de vinho, aproximadamente.

Vale aqui uma explicação:

AVC isquêmico é o entupimento de um vaso cerebral, e corresponde a 80% dos casos de AVC, segundo a Academia Brasileira de Neurologia. Um AVC hemorrágico, por sua vez, é a ruptura do vaso, um subtipo mais grave e com altos índices de mortalidade.

Para encerrar, um lembrete muito importante: O consumo de vinho, mesmo que moderado, pode não ser indicado para todos. Isso porque, apesar dos comprovados benefícios à saúde, em alguns casos específicos o risco pode ser maior que o benefício. A última palavra, portanto, é sempre a do médico. Na dúvida, consulte-o.

Saúde!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.